Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de abril de 2021.
(Próxima edição: terça-feira, 20).
https://espacovital.com.br/images/romance_forense.jpg

O canal preferido



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Audiência de tentativa de conciliação em ação de divórcio litigioso, o juiz pergunta aos litigantes qual fora, afinal, a causa do rompimento, já que não havia alegação de maus tratos, infidelidade etc.

O varão então conta que, certa noite - o casal já deitado - ele zapeava o televisor entre dois canais: a Fox Sports e o Sexy Hot. Mudava, com insistente frequência, entre uma partida ao vivo pela Libertadores e um filme pornô que mostrava um casal em “pleno jogo”.

Indeciso - e talvez insinuando pretender imitar a televisiva intimidade profunda - o varão teria comentado com a mulher:

- Não sei em que canal fico: o jogo emocionante, ou o filme criativo...

A resposta da mulher teria sido o motivo do rompimento.

- Ora, sem dúvida, assiste ao filme pornô para tentares aprender, porque futebol tu já sabes jogar! No resto, não passas de um aprendiz, ou de um aluno reprovado...

Então, teriam ocorrido - de parte a parte – recíprocas incidências típicas a cartões vermelhos.

Por mais que o magistrado insistisse, o máximo que conseguiu foi transformar a separação de litigiosa em consensual. E assim o campeonato terminou de forma amigável.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Charge de Gerson Kauer

A cola que reprovou o estudante

 

A cola que reprovou o estudante

O estudante de Educação Física era destacado nas aulas práticas, mas sem brilho nas provas teóricas. Certo dia, foi pilhado “colando”: levara em minúsculas tirinhas, alguns resumos que sorrateiramente poderiam ajudá-lo a responder as questões.

Charge de Gerson Kauer

Prestação jurisdicional célere?

 

Prestação jurisdicional célere?

Num evento do meio empresarial estão presentes alguns conselheiros da OAB. Representa a corte estadual um desembargador afável e que tem por hábito receber os advogados. Há uma conversa informal e franca:  “Atualmente, não há mais jurisdição artesanal – ela é talvez 99 por cento industrial”...

Charge de Gerson Kauer

O juiz ladrão...

 

O juiz ladrão...

Era uma tarde quente, numa segunda-feira. No fórum local: pilhas de processos; estagiário e assessor em pleno trabalho; advogados esperando alvarás. De forma solene, realizava-se uma audiência. Ao fundo, escutava-se, em aproximação - o som de um pistom, alguns tambores e gritos: “Não tem conversa não; o juiz é um ladrão”.

Ilustração de Gerson Kauer

O TRT-4 tem rosas. Mas não tem Rosa

 

O TRT-4 tem rosas. Mas não tem Rosa

A corte trabalhista gaúcha desconversa quando se lhe pedem informações sobre a existência, ou não, de uma ação trabalhista contra a ministra do STF Rosa Weber. A reclamante seria uma cuidadora de idosos que teria prestado serviços à mãe da suprema magistrada.

Charge de Gerson Kauer

Qualquer semelhança com a vida real é mera coincidência

 

Qualquer semelhança com a vida real é mera coincidência

A comarca é a de Ilha da Vera Cruz. Ali tramita desde 2014 um divórcio litigioso sobre o adultério unilateral praticado por Gilda, a cônjuge feminina. Ela foi flagrada, em cores, como habitual parceira espúria de um jovem solteiro. Sete anos depois, Cornelius - o cônjuge enganado - recebe uma ligação de seu advogado: "O juiz Doutor Justus julgou a ação..."