Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, terã-feira, 20 de abril de 2021.
(Próxima edição: sexta-feira, 23).
https://espacovital.com.br/images/romance_forense.jpg

O juiz ladrão...



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Março de 2019, era uma tarde quente, numa segunda-feira. No fórum local aquela “normalidade” típica: pilhas de processos; estagiário e assessor em pleno trabalho; e de forma solene, uma audiência regular, presidida por juiz quarentão e formal, recém chegado à comarca. Como o ar condicionado da sala estivesse pifado, as janelas estavam abertas.

Ao fundo, escutava-se distante - aproximando-se - o som de um pistom, alguns tambores e gritos: “Ão, ão, ão...o juiz é um ladrão”.

A audiência seguia, escutava-se a frase repetitiva e o som se fazia cada vez mais próximo, a ponto de criar constrangimentos.

O honrado magistrado - a despeito de saber que as ofensas não poderiam, naturalmente, se referir à sua pessoa foi-se deixando tomar por inquietude momentânea.

Tentando quebrar aquele clima, desceu da sua solene cadeira e seguiu alguns passos até a janela para ver o que se passava. Provavelmente pensava em tomar alguma providência, ainda que fosse apenas para manter a ordem. Mas as vozes se faziam mais fortes e a expressão se repetia: “O juiz é um ladrão”.

Quando espiou para fora, o magistrado escutou outra expressão: “Juiz trapaceiro... roubou do Cruzeiro”.

Foi então que vislumbrou uma claque se aproximando. Nela, um bumbo, dois pequenos tambores, um pistom etc., todos envergando camisetas do Cruzeiro de Minas Gerais, em época de glórias antes do rebaixamento à Série B.

Vinte ou trinta torcedores reclamavam contra o arbitro ´fulano de tal´, morador da própria cidade de Luz (MG) e que, na véspera, tinha ´roubado´ do time cruzeirense, numa partida contra o América Mineiro. Os manifestantes passaram indiferentes à frente do fórum, seguiram pela mesma rua mais duas quadras, até a frente da moradia do árbitro futebolístico, que por cautela já sumira da cidade.

No fórum, com todos os personagens da cena judiciária surpreendidos pelo momento cômico, o magistrado relaxou e arrematou:

- Superados os incômodos causados por incontroláveis emoções futebolísticas, vamos prosseguir com a audiência.

E assim se fez.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Charge de Gerson Kauer

De olho nas curvas molhadas

 

De olho nas curvas molhadas

Era verão, fevereiro antes da pandemia. A água que jorrava no chuveiro era reparadora para a mulher de 41 anos, após a dura jornada de trabalho cumprida com uniformes protocolares, em clima canicular, pela mulher de 41 anos. De repente, entra em ação um bisbilhoteiro...

Charge de Gerson Kauer

A cola que reprovou o estudante

 

A cola que reprovou o estudante

O estudante de Educação Física era destacado nas aulas práticas, mas sem brilho nas provas teóricas. Certo dia, foi pilhado “colando”: levara em minúsculas tirinhas, alguns resumos que sorrateiramente poderiam ajudá-lo a responder as questões.

Charge de Gerson Kauer

Prestação jurisdicional célere?

 

Prestação jurisdicional célere?

Num evento do meio empresarial estão presentes alguns conselheiros da OAB. Representa a corte estadual um desembargador afável e que tem por hábito receber os advogados. Há uma conversa informal e franca:  “Atualmente, não há mais jurisdição artesanal – ela é talvez 99 por cento industrial”...

Ilustração de Gerson Kauer

O TRT-4 tem rosas. Mas não tem Rosa

 

O TRT-4 tem rosas. Mas não tem Rosa

A corte trabalhista gaúcha desconversa quando se lhe pedem informações sobre a existência, ou não, de uma ação trabalhista contra a ministra do STF Rosa Weber. A reclamante seria uma cuidadora de idosos que teria prestado serviços à mãe da suprema magistrada.

Charge de Gerson Kauer

O canal preferido

 

O canal preferido

Na audiência de tentativa de conciliação num divórcio litigioso, a causa da ruptura conjugal: flechadas recíprocas em relação às preferências do casal. O futebol na Fox Sports, ou as “saliências” do Sexy Hot.