Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, terã-feira, 20 de abril de 2021.
(Próxima edição: sexta-feira, 23).
https://espacovital.com.br/images/smj.jpg

Afinal, o remédio mais caro do mundo é o Zolgensma



Imagem ICTQ

Imagem da Matéria

  • É caríssimo, mas não tanto...

Lembram da nota, publicada pelo Espaço Vital sobre “Remédio de 12 milhões” mencionado em decisão do TRT da Paraíba? O julgado ordenou que a Caixa Saúde complemente o valor de um medicamento de alto custo, destinado ao filho de um funcionário da Caixa Econômica Federal.

Beneficiário do plano, o pai do menino portador de atrofia muscular espinhal (AME) ingressou com a ação, ante a negativa de custeio da dinheirama. O fármaco seria o risdiplam, produzido pela farmacêutica Roche sob o nome comercial Evrysdi.

Pois, os Laboratórios Roche enviaram nota para informar que “o medicamento Evrysdi (risdiplam), de nossa fabricação, não está envolvido na situação citada na matéria”.

E acrescenta: “O Evrysdi é indicado para o tratamento de atrofia muscular espinhal (AME) e recebeu aprovação regulatória no Brasil em 13 de outubro de 2020. O valor do medicamento foi fixado em R$ 42.066,21 pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (valor sem a incidência de impostos)”.

  • É caro mesmo!

Novas informações esclareceram que  o medicamento da causa paraibana é o Zolgensma, também usado para tratar crianças com atrofia muscular espinhal (AME) e que já recebeu registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), permitindo que seja comercializado no Brasil.

Seria o medicamento mais caro vendido no Brasil, em todos os tempos: 2,12 milhões de dólares, o equivalente a cerca de R$ 11,5 milhões de reais.

Produzido pela suíça Novartis, o Zolgensma promete neutralizar em crianças de até dois anos os efeitos da atrofia muscular espinhal, doença rara que pode causar a morte antes dessa idade. Até 2017, a AME não tinha tratamento no Brasil.

  • O negócio da morte

Dados da Associação Brasileira de Empresas Funerárias revelam que, até dezembro de 2019 - isto é, antes da pandemia -  o setor fabricava, em média, 100 mil caixões por mês.

A média mensal de 2020 foi de 140 mil.

  • Senso com ´s´

Os melhores dicionários definem bom senso como “característica de raciocínio sensato; capacidade de julgar; juízo, percepção”.

A seu turno, o vice-presidente Hamilton Mourão declarou no fim-de-semana que “o número de mortos por Covid-19 no Brasil ultrapassou o limite do bom senso”.

Ficou a dúvida: qual o limite do bom senso na contagem de mortos na pandemia?

  • A festa do Poder

A festa de aniversário do  governador em exercício do Rio, Cláudio Castro (PSC) rolou no domingo (28) num condomínio de Itaipava (RJ). Eram 12 automóveis na porta. Os convidados tiveram que deixar os celulares em um armário; só pegavam na saída.

Em nota oficial – ante o estrilo da vizinhança e os registros da imprensa - a assessoria do político informou que o almoço foi restrito à família.

E também que “quatro dos carros eram da segurança do governador”.

Ué, tudo isso?... Força do Poder, ou poder da força?

  • E o gato fugiu...

Na sexta passada, a família do ex-juiz e governador afastado Wilson Witzel (PSC) sofreu para recuperar um gato da família, pelo dourado com branco, que sempre dormia na janela do imóvel residencial. De repente, foi parar num vizinho.

A esposa Helena Witzel partiu para o resgate; saiu de casa acompanhada por dois seguranças e pediu licença à vizinhança. Mas o gato não queria voltar e, aos saltos, escapuliu para a rua.

Não fosse um dos agentes, a operação teria falhado. Aprisionado, o felino não teve outra opção: voltou. E ficará fechado.

(Nada a ver com o projeto de lei que pretende proteger caninos e felinos).


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

PNG Egg

Prestação jurisdicional instantânea

 

Prestação jurisdicional instantânea

Operador forense printa a tela do sistema processual do TRT-12 e se surpreende com a velocidade: decisão em embargos de declaração demorou apenas dois minutos e oito segundos.

Imagem Deposit Photos

O espantoso crescimento dos HCs interpostos no Supremo

 

O espantoso crescimento dos HCs interpostos no Supremo

  • Para chegar aos primeiros 100 mil foram necessários 139 anos. E em apenas 12 anos chegou-se ao número 200 mil.
  • Dano reputacional: Confederação de Tiro e Caça do Brasil condenada a indenizar a gaúcha Taurus Armas.
  • TST reforma julgado do TRT-4 e reconhece ser possível cumular penosidade e periculosidade.
  • Ricardo Teixeira do Valle Pereira será o novo presidente do TRF-4

Imagem Shutterstcok

Contratação de detetive particular para vigiar ex-cônjuge não caracteriza crime

 

Contratação de detetive particular para vigiar ex-cônjuge não caracteriza crime

  • É permitido bisbilhotar: a profissão é regulamentada pela Lei nº 13.432/2017.
  • Uma ação regressiva incomum: empresa cobra de ex-gerente o que pagou de indenizações por dano moral.
  • Merecida homenagem ao médico Plinio Baú: 23 mil cirurgias.
  • Uma rara e original ação contra o AirBnb.
  • Elas na advocacia brasileira: os novos números no Brasil. E a liderança feminina no RS.
  • Golpes digitais: remoção de links do Google que ajudavam vigaristas a lograr incautos.

Foto de Filip Radwanski – Edição EV

A ilicitude da prova obtida pelo espelhamento de conversas via WhatsApp

 

A ilicitude da prova obtida pelo espelhamento de conversas via WhatsApp

  • Num acórdão do STJ, uma só frase nuclear da decisão tem 94 palavras. É difícil entender o julgado.
  • Ajuris inicia a campanha “Eu Faço Justiça”. Diversos magistrados/as serão protagonistas, apresentando como é o seu dia a dia de trabalho.
  • Decisão judicial determina exclusão de postagem de Eduardo Bolsonaro contra Felipe Santa Cruz e esposa.
  • Interessante precedente do TST sobre a gratuidade da Justiça do Trabalho.