Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, terça-feira, 3 de agosto de 2021.
(Próxima edição: sexta-feira, 6).
https://espacovital.com.br/images/201811081626490.jpg

Só não vê quem não quer ou não conhece



Edição EV sobre foto Matéria Incógnita (Google Imagens)

Imagem da Matéria

Mais uma partida do Inter sem vitória, mas com um visível crescimento da equipe. Quem conhece um pouco da dinâmica do futebol sabe que o mais difícil é ter o grupo na mão da diretoria e do treinador. Quando isso ocorre o time joga pelo treinador.

O Abel Braga, treinador experiente e vitorioso – não pela teoria mas pela prática- havia conquistado a condição e apenas por una cabeza não conquistamos o título máximo brasileiro.

Todo o treinador que não é uma ilusão necessita de um tempo para ganhar o grupo, no mínimo três meses de muito trabalho.

A recente trajetória do Abel no Internacional foi barrada pela irresponsabilidade da direção que optou pelo desconhecido, pois duvido que tivessem informações volumosas acerca do novato Angel.

Ele caiu como já era previsto, pois partida a partida o time piorava. Um teórico do futebol, assim como a diretoria e o seu método de controle do vestiário. Perderam o controle, esconderam-se das entrevistas e abandonaram o falacioso planejamento e a mágica ciência de dados (?).

Com o Aguirre, um cavalo-de-pau nas convicções, há algo promissor. Está ajeitando o time e atletas que apresentavam déficit de produção voltaram ao razoável.

Mas pior do que a falta de unidade dos atletas é a falta de unidade na direção. Ela é uma verdadeira colcha-de-retalhos; são agrupamentos episódicos na busca apenas do voto dos associados,

Como no vestiário, o problema é quando atuam desordenadamente.  O que se fala nos corredores do Beira-Rio é que já há quem seque resultados, apostando no insucesso, fardando-se como próximo candidato à presidência.

O presidente, sem sujar as mãos, refugia-se na imagem de bom moço, pretendendo fazer crer que não tem responsabilidade para com o destino do Inter. Nada inovador.

Sem unidade diretiva, uns ou um, escondendo-se nas costas dos outros, tudo fica mais difícil. 

Será que isso também faz parte do minucioso planejamento?


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

https://www.curtoecurioso.com/

Futebol gaúcho em baixa

 

Futebol gaúcho em baixa

Até agora nada deu certo no Beira-Rio, salvo medir os fracassos e verificar que... o outro está pior. Vivemos a realidade da mediocridade, nenhum deles apresenta condições de ultrapassar as dificuldades impostas nas competições.

Arte EV

De Belém a Belém

 

De Belém a Belém

Fomos agora eliminados da Libertadores e não venham com o argumento de que faltou sorte, ou sobrou azar. O azar acompanha os ruins, os despreparados e os incautos.

PNG Egg/Arte EV

O Inter, terra de ninguém

 

O Inter, terra de ninguém

“O currículo dos protagonistas - presidente, vice de futebol, executivo de futebol e treinador - aponta para o fracasso e para a irresponsabilidade. Quem pagará a conta?”