Ir para o conteúdo principal

Edição de terça, 17 de maio de 2022.
(Próxima edição: sexta dia 20 de maio.)
https://espacovital.com.br/images/romance_forense.jpg

Expedito, o pinto do padre



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Antes da pandemia, o erudito desembargador lecionava num curso para formação de magistrados. Aos doutos alunos exortou que - quando ingressados na profissão - se relacionassem polidamente com os advogados, com a imprensa, e principalmente com a sociedade – “que em última análise é a empregadora da magistratura”.

O douto também recomendou: “Evitem o uso do juridiquês. Façam o possível para estar pelo menos oito horas diárias nos respectivos fóruns, de segunda a sexta. Recordem de sempre falar simples, objetiva e verdadeiramente”.

E arrematou: “Evitem elogios corporativos e sejam objetivos”.

Em seguida, o douto contou uma historinha coloquial de como a comunicação malfeita – que não seguisse os ensinamentos acima - poderia causar problemas.

>>>>> 

Eis. O vigário da cidade de uma comarca interiorana tinha, como mascote, um pinto (filhote de galinha, novo), chamado Expedito. Certo dia, o pinto Expedito desapareceu, e o religioso imaginou que alguém o tivesse furtado. No domingo, no final do sermão da missa, o padre disse que precisava da colaboração da comunidade para resolver um problema pessoal. Então questionou:

- Alguém de vocês aqui tem um pinto?

Todos os homens se levantaram.

- Não, não - disse o vigário. Não foi isso que eu quis dizer. O que eu gostaria de saber é se algum de vocês viu um pinto?

A maioria das mulheres levantou a mão.

- Não, não, repetiu o vigário. O que eu gostaria de saber é se algum de vocês viu um pinto que não lhes pertence.

Metade das mulheres se levantou.

- Não, não! – desculpou-se o vigário, já se atrapalhando. Vou formular melhor. A minha pergunta é uma só. Alguém de vocês viu o meu pinto Expedito?

Duas freiras sinalizaram.

- Esqueçam, esqueçam - atalhou o padre. Vamos continuar a missa!

Por isso, o religioso encerrou a liturgia da palavra e passou para os atos da eucaristia. E não falou mais no pinto.

>>>>>

No arremate da aula para os futuros juízes, o desembargador fez, então, a comparação pertinente:

- Comunicação confusa, ou mal feita, dá nisso!

Sua Excelência tinha razão.


Mais artigos do autor

Charge de GERSON KAUER

Consulta ginecológica à moda romana

 

Consulta ginecológica à moda romana

Ela era uma mulher interessante, sem exuberâncias, estava sempre perfumada, usava saltos altos, cabelos bem penteados. Um dia, ela foi ao consultório de um ginecologista que só atendia “particular”. O recôndito era decorado com objetos típicos das antigas milícias romanas.

Charge de GERSON KAUER

Uma comarca só de advogados

 

Uma comarca só de advogados

Um advogado, um juiz e um promotor conversam sobre a rotina forense, o congestionamento de cartórios, a precariedade de funcionamento dos JECs, as dificuldades para operar o processo eletrônico. “Eu exijo morar num resort” – pede o magistrado. “Eu quero uma ilha que me possa fazer lembrar o Éden” – pretende o representante do Ministério Público...

Charge de GERSON KAUER

A suprema vibração

 

A suprema vibração

A segurança do STF resolveu aplicar o que seus agentes chamam de “cana dura”. É a dica que significa ser minuciosamente exigente na revista dos pertences pessoais de todos os que chegam – mesmo os mais conhecidos e idôneos frequentadores. Vai daí que...

Charge de GERSON KAUER

Serviços sexuais insatisfatórios

 

Serviços sexuais insatisfatórios

Granjeiro do interior gaúcho, após tratar de assuntos comerciais em Porto Alegre, deu uma esticada nas bandas da avenida Farrapos. No local escolhido, sentou-se, pediu um uísque, e outros mais... A percanta combinou o preço e garantiu a excelência da voluptuosidade que prestaria...

Charge de GERSON KAUER

Pamonha jurisdicional

 

Pamonha jurisdicional

Na petição de apelação, o advogado embutiu um recado sutil: “A advocacia vem sendo desrespeitada por magistrados que não se dão ao trabalho de analisar os pleitos que apresentamos. Como somos tratados como pamonhas, informo que gostosas receitas desta iguaria oriunda do milho estão facilmente disponíveis na internet”.

Charge de GERSON KAUER

Perfumes jurisdicionais

 

Perfumes jurisdicionais

Num desdobramento de audiência de ação penal relativa a um assalto à mão armada, de repente a surpresa: “Doutor, o senhor tem compromisso hoje à noite?” – questiona a vítima (30 de idade), dirigindo-se ao juiz (50 anos). Na apoteose, até Vinicius de Moraes é evocado...