Ir para o conteúdo principal

Nossa próxima edição será postada na terça-feira 1º de fevereiro de 2022
https://espacovital.com.br/images/201811081626490.jpg

O treinador será mesmo culpado?



Imagem de A HISTORIA DE ARRASA QUARTEIRÃO – Vilão do Batman COMICS

Imagem da Matéria

De um lado no futebol gaúcho, o GFPA promoveu o famoso arrasa quarteirão: demitiu o Felipão e trocou a direção de futebol.

A questão de mudar, quando o tempo fica estreito, é de que as chances de erro são muito maiores. Se o Aguirre tivesse permanecido no comando técnico do Colorado, tenho a convicção de que não cairíamos em 2016.

O momento é da bola quente, dos olhares desconfiados e, por parte dos menos comprometidos, o desejo que acabe logo o sofrimento. 

Bem, mas o meu assunto são os vermelhos. Não jogamos o melhor futebol, há muita instabilidade técnica no plantel sem grandes e esperançosas revelações.

Não posso esperar mais, diante do início da temporada, que foi confusa e sem planejamento. O que nos salva hoje é a capacidade de improvisar: aproveitar o melhor de cada atleta, mesmo que o melhor não seja tão melhor.

Podemos dizer o que não podíamos dizer no início do ano: Não cairemos!


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Imagem Segredos do Mundo

Final de ano

 

Final de ano

“Neste período de reconstrução do futebol não há muito a dizer. O Inter está pondo em prática o tal planejamento do ´novo no futebol´. O Grêmio tem uma possibilidade de reaglutinar a torcida, abandonar a arrogância da imortalidade e com humildade fazer do limão uma limonada”.

Foto: Pedro H. Tesch/AGIF

A Jus esverdeada

 

A Jus esverdeada

“Aqui a cor é vermelha! Não estou indicando mais uma possibilidade no modismo que tomou conta do marketing do Internacional, ou seja, de que a próxima camiseta colorada - a caça níquel - será verde".

Chargista Duke – www.domtotal.com

Quem entrega e para quem?

 

Quem entrega e para quem?

“Atletas e técnicos são profissionais e mesmo considerando os vínculos afetivos, prestam contas aos seus contratantes. A tal entrega do jogo subverte o comando do vestiário e autoriza, em outras circunstâncias, que os comandados possam fazer o mesmo segundo os seus interesses”.

Ricardo Duarte/Inter

O Gre-Nal termi-Nal...

 

O Gre-Nal termi-Nal...

O clássico de sábado (6) foi marcante pelo resultado, pois os times jogaram alterando momentos ruins e bons. O gol da vitória colorada fez justiça. E o Grêmio enfrentará pela terceira vez a segunda divisão do futebol brasileiro. Ela não é fácil!”