Ir para o conteúdo principal

Nossa próxima edição será postada na terça-feira 1º de fevereiro de 2022

“Devemos servir ao Grêmio, e nunca se servir do Grêmio”



Divulgação/Grêmio

Imagem da Matéria

Por Alexandre Soares Contessa, advogado (OAB/RS nº 60.573) – alexandre@contessaecodonho.adv.br

O Movimento Grêmio Acima de Tudo nasceu sob a liderança e o exemplo do ex-presidente Hélio Dourado que, com sua experiência e gremismo, serviu de inspiração a todos os participantes.

Por decisões políticas, o MGAT acabou sendo extinto, em 2012, sendo que uma parte de seus membros migrou para outros grupos, e uma outra parte acabou por se afastar da vida política do Clube.

No mês de setembro deste ano, alguns ex-integrantes do MGAT resolveram refundar o movimento, jamais esquecendo das lições deixadas pelo inesquecível Hélio Dourado. A tônica: “Devemos servir ao Grêmio, e nunca se servir do Grêmio”.

Frente à enorme crise pela qual passa o Grêmio, entendemos que chegou a hora de nos posicionar politicamente, cobrando da atual direção uma tomada de decisão firme: a exigência, como gremistas, de uma atuação que possa livrar o clube de mais um rebaixamento . E também preparar novas lideranças comprometidas com o futuro e a governança responsável que um clube com um orçamento de meio bilhão de reais deve ter.

Neste sentido, entendemos que a permanência do Grêmio na Primeira Divisão – que ocorrerá se depender de nossa torcida – não servirá de desculpas para que a atual direção permaneça nos cargos, pois os equívocos dos últimos anos não podem passar despercebidos.

Além disso, é inconcebível que num Conselho Deliberativo tenhamos sessões ordinárias com a falta de presença de 150 conselheiros.

Por este motivo, nos manifestamos politicamente – sem qualquer conotação pessoal – defendendo a renúncia de todo o Conselho de Administração do Clube. Entendemos que  novas visões, novos procedimentos e novas ideias se mostram necessárias para recolocar o Grêmio em seu caminho de glórias – para que siga sua brilhante e imortal história, pois todos sabemos que nada pode ser maior


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Notícias Relacionadas

Reprodução/ FUJI_Q

O Grêmio e seus apadrinhamentos

 

O Grêmio e seus apadrinhamentos

“A queda do imortal tricolor tem, como um de seus componentes, uma montanha russa administrativa e futebolística. Nela, processos diretivos e organizacionais não respeitam as mínimas regras das boas práticas e nem o limite legal”. Artigo de José Horácio Gattiboni, torcedor gremista e advogado.

Charge de EVANDRO LUIZ DA ROCHA - Obra vencedora do Grande Prêmio do Salão de Humor de Piracicaba 2019

O processo eletrônico... que daria a sonhada celeridade processual!

 

O processo eletrônico... que daria a sonhada celeridade processual!

“A verdadeira prestação jurisdicional trabalhista deve ser baseada no contato direto entre o trabalhador e seu empregador. Com ela, o princípio conciliatório, a verdade real, e a pacificação dos conflitos sociais através do entendimento humano”. Artigo de Felipe Carmona, advogado e presidente da AGETRA.

Arte EV

Justiça 100% virtual...

 

Justiça 100% virtual...

“A Justiça do Trabalho está em sofrimento pela dificuldade estrutural de compreender trabalhadora(e)s como seres dotados de dignidade e titulares de cidadania”. Artigo de Valdete Souto Severo, juíza do Trabalho em Porto Alegre.

Juliano Verardi / TJRS

Agradando, ou não, a lei é a lei. E deve ser cumprida!

 

Agradando, ou não, a lei é a lei. E deve ser cumprida!

“Como o montante de cada uma das penas impostas aos réus do Caso Kiss supera o patamar de 15 anos - uma vez que fixadas entre 18 anos e 22 anos e 6 meses de reclusão - a decisão do presidente do STF está consoante com a lei, nos termos do artigo 492, alínea “e” do Código de Processo Penal”. Artigo do advogado Amadeu de Almeida Weinmann.

TJ-RS

A condenação que a humanidade exigia

 

A condenação que a humanidade exigia

“Boate Kiss. Tudo fazia parecer, aos menos entendidos, que o processo - como tantos outros - se quedaria nas calendas gregas do esquecimento. Realce à presença de um juiz ativo e corajoso na presidência do julgamento. As penas somaram 78 anos. Artigo do advogado Amadeu de Almeida Weinmann.