Ir para o conteúdo principal

Edição de terça, 17 de maio de 2022.
(Próxima edição: sexta dia 20 de maio.)
https://espacovital.com.br/images/banner123ja2021.jpeg

Procura-se a ação civil pública que condenou um ex-juiz e quatro advogados



Arte de Camila Adamoli sobre fotos Google Imagens e CNMMoney

Imagem da Matéria


Os amigos das pilhas

A propósito de processos lentos – e/ou que quase se eternizam – a nova gestão do TJRS dará um exemplo de exação – vista como ação ou resultado de exigir - se incluir em sua pauta prioritária, para fevereiro, o caso do ex-magistrado Diego Magoga Conde e mais quatro pessoas condenadas por atos de improbidade administrativa, na Comarca de São Lourenço do Sul. A ação começou em 13 de novembro de 2012 e teve sentença proferida quase só oito anos depois, em 29 de setembro de 2020.

Foi procedente o pedido formulado pelo Ministério Público em ação civil pública, que denunciou o enriquecimento ilícito dos réus.

Além do ex-juiz Conde, que jurisdicionou naquela comarca até 2011, foram condenados o ex-assessor dele Juliano Weber Sabadin; o advogado Eugenio Correa Costa e sua esposa, Juliana Leite Haubmann; e Vitor Hugo Alves Conde, pai do magistrado e também advogado.

"A prova revela, de forma contundente, a grave desonestidade dos réus que tinham pleno conhecimento da origem ilícita dos valores que movimentaram em suas contas correntes, caracterizando-se, à plenitude, o ato ímprobo, consistente no dolo de enriquecer ilicitamente no seio do Poder Judiciário" - escreveu na sentença o juiz Bruno Barcellos de Almeida.

A execução das penas (perda dos bens e/ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil de até três vezes o valor do acréscimo patrimonial e proibição de contratar com o poder público - todas previstas na Lei de Improbidade Administrativa (nº 8.429/92) - dependem do trânsito em julgado.

A sentença proferida em 29 de setembro de 2020 - isto é, há 14 meses - foi atacada por apelações; isto é normal. E os recursos poderão ser exitosos.

Mas, segundo o sistema processual, os autos subiram ao TJRS em 14 de setembro último para julgamento dos recursos. Ontem não foi possível localizar onde os autos estariam adormecidos há 85 dias. Seria numa prateleira burocrática da corte estadual?

Ou, acaso, teriam se extraviado no percurso entre São Lourenço e Porto Alegre. (Proc. nº 067/1.12.0002222-1).


A propósito

Da “rádio-corredor” da OAB/RS, ontem (9) à tarde, durante sessão do colegiado da entidade: “Fica difícil, se nem o tribunal se ajuda”...

Ou, acaso, as inertes pilhas ajudam?

E-mails para 123@espacovital.com.br .

Por enquanto, o Espaço Vital disponibiliza cópia da sentença condenatória da ação civil pública. No final desta página, há um link apropriado.


Grande desafio e 100 palavras

lamachia123

O editor pediu ao futuro presidente da OAB/RS, Leonardo Lamachia, que em até 100 palavras, em frases curtas, sintetizasse o que a entidade espera do TJRS a partir de 1º de fevereiro.

Suas frases: “Cumprimentos à nova administração do TJ-RS, desejando profícua gestão ao grupo que terá, à frente, pela primeira vez na história da corte, uma mulher, a desembargadora Iris Helena Medeiros Nogueira. Com diálogo entre a Ordem gaúcha e o Tribunal, e uma relação transparente e respeitosa, precisamos avançar em soluções imediatas para a advocacia e para a cidadania.

Ressalto quatro pontos para já:

1) A reabertura dos fóruns em horário de atendimento integral; 2) A retomada do trabalho presencial; 3) A conclusão imediata da digitalização dos processos físicos; 4) A necessária aceleração da expedição de alvarás”.

É um grande desafio a ser vencido em conjunto para garantir a prestação jurisdicional. A sociedade - representada pelos advogados - merece e necessita.

 
Dezembro amarelo

É alarmante a constatação de quem precisa de imunoterapia para tratamento de câncer de pele. É que dois medicamentos, que prometem curar quase 50% dos pacientes com a doença, entraram para a lista do SUS há mais de um ano.

Só que... eles nunca estão disponíveis para quem precisa.

Segundo a fundadora e presidente do Instituto Oncoguia, Luciana Holtz, os medicamentos Pembrolizumabe e Nivolumabe “são tratamento de primeira linha do melanoma avançado não-cirúrgico e metastático”.

O instituto já enviou ao Ministério da Saúde um ofício cobrando resposta.

De repente... chega em janeiro.

A menos que o MS também tenha as suas pilhas...


Golpes manjados

O WhatsApp e o grupo Porta dos Fundos lançam nesta sexta (10) uma campanha para combater golpes no celular. É um conteúdo educativo com humor, alertando os usuários para golpes - mesmo os mais inocentes como o amigo que diz que “já está chegando”, mas ainda não saiu de casa.

O vídeo explica o funcionamento dos golpes aplicados utilizando engenharia social de forma divertida e marca o lançamento do saite "Golpes Manjados". Esse reunirá informações educativas sobre segurança em tom cômico, incluindo dicas importantes como habilitar a confirmação em duas etapas do WhatsApp.

______________________________________________________________________________________________

SENTENÇA CONDENATÓRIA

O processo já dura mais de nove anos.

Para ler a sentença condenatória de um ex-juiz e quatro advogados, clique aqui.


Mais artigos do autor

Alberto Correia de Alpino Filho, o Alpino, é um cartunista e quadrinista capixaba.

Três advogados “demitem” o juiz da causa

 

Três advogados “demitem” o juiz da causa

  • Irritados com o magistrado de uma causa lenta, eles protocolaram uma petição recheada de memes tipo tik tok: "Pode isso, Arnaldo?" (pergunta de Galvão Bueno), "A regra é clara, não pode" (resposta do ex-árbitro); "Isso é uma vergonha" (bordão de Boris Casoy). Etc., etc.
  • Tragédia familiar e vilania. Homem que matou pai e mãe queria ter direito aos bens deixados pelos falecidos.
  • Eduardo Leite apela contra a sentença que o condenou a indenizar Chico Buarque.
  • Doze anos depois do assassinato de Eliza Samúdio, vem aí o Estatuto da Vítima.
  • CF-OAB pede que STF edite uma súmula vinculante advocatícia.

Charge de GERSON KAUER

A justiça tarda, e tarda muito!

 

A justiça tarda, e tarda muito!

  • Iniciada em 2009, ação ajuizada por consumidora contratante da Unimed aguarda, desde 2010, julgamento pelo STF.
  • O caso dos médicos plantonistas que dormiam no Hospital Cristo Redentor, enquanto a vítima de uma tentativa de homicídio esperava durante três horas.
  • Por que Vladimir Putin é o nome mais pesquisado no Google? E por que o sobrenome de sua ex-esposa e de suas duas filhas é Putina?
  • Para impressionar: um seguro de vida de R$ 100 milhões.

Google Imagens

Uma ressaca jurídica por causa de uma vaga no TRF-4

 

Uma ressaca jurídica por causa de uma vaga no TRF-4

  • Tribunal com mais 12 desembargadores. Vaga pelo quinto constitucional terá disputa gaúcha, catarinense e paranaense.
  • Cantinho da tartaruga: os pensamentos de um cidadão que é autor de uma ação que já dura 18 anos na 5ª Vara Cível de Porto Alegre. E ainda não tem sentença...
  • Projeto de lei aprovado proíbe medida cautelar para busca e apreensão em escritórios de advocacia com base somente em declarações de delação premiada.

Arte EV

O adormecido processo que envolve fraudes milionárias com precatórios

 

O adormecido processo que envolve fraudes milionárias com precatórios

  • Iniciada em 2013, a ação penal tem 12 réus cacifados: entre eles uma ex-servidora do TJRS, três advogados/as, um bacharel em Direito, dois empresários, um dono de bar, um funcionário público, um agente da EPTC e uma senhora que era a “faz-de-conta”...
  • Responda depressa: quem são os responsáveis pelas grandes pilhas de processos na Justiça gaúcha?
  • Aposentadoria compulsória de médicos e funcionários de hospital que completaram 75 de idade.
  • A volta de Temer ao cenário político: preparando o ingresso de Simone Tebet como candidata do MDB. O ex-governador Germano Rigotto será o coordenador.

Imagem Camera Press

Obrigações da Uber com motorista não empregado

 

Obrigações da Uber com motorista não empregado

  • Descadastrado por questões documentais do veículo, foi reintegrado ao sistema por decisão judicial. E terá indenização por lucros cessantes.
  • Aprovada a PEC n º 32/21 que aumenta de 65 para 70 anos a idade máxima para nomeação de juízes e ministros do STF, do STJ, do TST, dos TRFs, TRTs e Tribunal de Contas da União.
  • Ministério Público não pode requisitar diretamente à Receita Federal dados sigilosos, sem antes dispor de ordem judicial.
  • Ação revisional de aposentadoria de empregado da CEEE, em Porto Alegre (RS).
  • Maioria no STF afasta incidência do IR sobre pensão alimentícia
  • Advogado Marcelo Bertolucci será candidato a desembargador do TRF-4 em vaga para a advocacia.